Maisumamãe
 

17 Janeiro 2017

Bolo de baunilha sem ovos (vegan)

 

Ingredientes

3 c.sopa de óleo de coco

100g de açúcar mascavado

200g de farinha integral

100g de farinha de trigo

150g de leite vegetal – utilizei de aveia

1 c.sopa de fermento em pó

1 vagen de baunilha

 

Mãos-à-obra:

1) Bater o óleo de coco com o açúcar na batedeira ou bimby até ficar cremoso

2) Cortar a vagem ao meio com uma faca afiada

3) Aquecer um pouco o leite vegetal com a vagem de baunilha

4) Deixar o maravilhoso aroma da baunilha soltar-se, enquanto o leite arrefece um pouco

5) Retirar a vagem do leite, serve para utilizar uma segunda ou terceira vez

6) Juntar o leite vegetal ao creme de óleo e açúcar e mexer bem

7) Acrescentar as farinhas, o fermento e mexer para misturar. Não mexer muito, apenas misturar

8) Untar uma forma com azeite ou óleo de coco e polvilhar com farinha

9) Colocar a massa e levar ao forno pré-aquecido, cerca de 30min

10) Fazer o teste do palito para ver se está pronto

11) Deixar arrefecer um pouco e desenformar.

 

Utilizar ovos numa receita tem vários propósitos. Ligar os ingredientes, deixar a massa mais húmida ou mais macia. No caso das claras, para ajudar a massa a crescer, entre outros efeitos. Quando se pretende algum destes efeitos, ao retirar os ovos, pode ser necessário substituir por outros ingredientes. Linhaça, maçã, vinagre de sidra, fermento, leite vegetal, são algumas das opções.

 

A baunilha é um ingrediente poderoso! Trata-se de uma vagem proveniente da flor orquídea, que segundo o que li, é a segunda especiaria mais cara do mundo, o açafrão está em primeiro. É bastante cara pois tem uma reprodução difícil e um processo de preparação moroso. Mas bem aproveitada compensa. Há várias formas para aproveitar melhor a vagem: aquecer algumas vezes em bebida vegetal ou leite, fazer extracto de baunilha, fazer açúcar baunilhado e outras ideias que circulam por aí pelo mundo da internet. Neste caso utilizei a vagem e as sementes. Mas também podia ter raspado as sementes, utilizá-las no bolo e guardar a vagem para secar e triturar. A baunilha em pó também pode ser uma opção, apesar do sabor ser menos intenso que a vagem. Estas biológicas da Biovegan, têm um preço bastante apelativo. Outra opção são estas na Puro Sumo.

 

CIMG0072.JPG

Comprei a baunilha na loja Maria Granel

 

CIMG0203.JPG

Utilizei este óleo de coco, é mais barato do que aquele que comprava no continente e bom na mesma


29 Outubro 2015

O mundo dos “leites”/bebidas vegetais é efectivamente um mundo e parece-me que a imaginação é o limite. Podemos fazer leite de vários tipos de cereais, sementes ou frutos secos. Podemos por sua vez adicionar vários sabores, baunilha, tâmaras, canela, cacau, mel ou nenhum. Na verdade podemos ter o leite que quisermos em casa, basta fazer! Deixo-vos as receitas dos leites que costumo fazer cá em casa.

Ando com vontade de experimentar o de castanhas, quando fizer venho também deixar a receita testada e provavelmente aprovada.

 

Leite de Aveia

Ingredientes

5 c. sopa de flocos de aveia

1l. de água

 

Mãos-à-obra:

1) Misturar a aveia com a água e deixar em repouso de um dia para o outro ou cerca de 12h

2) Triturar na bimby ou com a varinha mágica, cerca de 2min/vel9

3) Coar com um coador ou um pano limpo.

 

Dica da maisumamãe:

Pode juntar canela e/ou tâmaras

O leite fica com depósitos, pelo que se deve agitar antes de consumir

Este é o leite que mais faço, pelo que muitas vezes já coloco a aveia a olho. Como gosto do leite não muito espesso por vezes coloco menos quantidade de aveia, mas a quantidade também pode variar conforme gostarmos da consistência do leite (mais ou menos espesso).

 

Leite de Arroz

Ingredientes

200g de arroz integral

1l. de água

 

Mãos-à-obra:

1) Demolhar o arroz em água e deixar em repouso de um dia para o outro ou cerca de 12h

2) Descartar a água onde o arroz esteve de molho

3) Adicionar nova água (1litro) e triturar na bimby ou com a varinha mágica, cerca de 2min/vel9

4) Coar com um coador ou um pano limpo.

 

Dica da maisumamãe:

Pode juntar canela e/ou 5g de açúcar baunilhado

Pode utilizar a água onde o arroz esteve de molho para regar as plantas

Com as sobras de arroz, pode juntar mais um pouco de água, voltar a triturar e obter mais um pouco de leite

Também pode utilizar arroz branco, mas este em comparação com o arroz integral fica em desvantagem a nível nutritivo. O integral é mais saudável, contém proteínas e vitaminas do complexo b que o branco perdeu no seu processo de branqueamento.

 

Bebida de Arroz (2).JPG

Arroz integral

Bebida de Arroz (13).JPG

 Leite de arroz, tão branquinho!

 

Leite de Coco

Ingredientes

150g de coco ralado (o coco em fruta é o ideal)

1l. de água quente

 

Mãos-à-obra:

1) Misturar o coco com a água e deixar em repouso cerca de 1h

2) Triturar na bimby ou com a varinha mágica cerca de 2min/vel9

3) Coar com um coador ou um pano limpo.

 

Dica da maisumamãe:

Fazer leite de coco em casa é uma opção saudável e consciente, pois alguns leites de compra têm carragenina (aditivo alimentar com vários riscos para a saúde)

Na última vez que fiz, juntei-lhe umas avelãs que tinha lá por casa e ficou divinal.

 

Bebida de Coco (5).JPG

 Leite de coco

Bebida de Coco (14).JPG

 Leite de coco

 

Leite de Amêndoas/Avelãs

Ingredientes

100g de amêndoas ou avelãs

50g de arroz integral

1l. de água

 

Mãos-à-obra:

1) Demolhar as amêndoas ou as avelãs e o arroz em água

2) Deixar em repouso de um dia para o outro ou cerca de 12h

3) Descartar a água onde estiveram de molho

4) Adicionar nova água (1 litro) e triturar na bimby ou com a varinha mágica, cerca de 2min/vel9

5) Coar com um coador ou um pano limpo.

 

Dica da maisumamãe:

Os frutos secos são caros, em média rondam os 5€/kg. O que faço para compensar é misturar alguns ingredientes, neste caso amêndoas ou avelãs com arroz, mas podem ser outros. Também fica um leite mais rico a nível nutritivo.

 

 

Dicas gerais maisumamãe:

 

Como aproveitar as sobras dos leites vegetais (okara)

Serve para fazer bolachas, pães, bolos e hambúrgers

Serve para as sopas, molhos e purés (para engrossar e enriquecer)

Podem ser utilizadas imediatamente após a preparação do leite ou guardadas para serem consumidas posteriormente. Conservo no frigorífico por 2 ou 3 dias e no congelador por cerca de 3 meses. Há quem diga que dura mais tempo no congelador, mas eu por norma não deixo ultrapassar este tempo.

 

Demolhar

Demolhar os cereais sempre de véspera ou 12h antes

Todos os cereais, sementes e grãos devem ser demolhados para eliminar os anti-nutrientes e os fitatos. Serve também para hidratar e facilitar ao triturar

Serve também para iniciar o processo de germinação aumentando assim o valor nutricional.

 

Coar o leite

Coador simples fino

Sacos próprios - por exemplo da marca Zimtal, há à venda online

Papel de café de cafeteira

Pano de linho/fralda limpa/compressas grandes

Máquina chufamix

 

Conservação

Não contêm aditivos pelo que duram menos tempo que os de compra

Duram em média cerca de 5 dias no frigorífico

Dá para congelar, depois descongelar em ambiente natural

 

Leites vegetais em bebés e crianças

O ideal é variar, começando primeiro com o de arroz, o de quinoa e depois aveia

Misturar alguns deles de modo a serem mais ricos a nível nutricional

Eu dei à Gaby por volta dos 9 meses e não tivemos problemas. Adiei foi os leites com frutos secos para mais tarde.

 


Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

8 seguidores

pesquisar
 
blogs SAPO