Maisumamãe
 

20 Julho 2017

Algumas das perguntas que me chegam relativamente às viagens com a Gaby, são o que levar na farmácia de viagem. Partilho convosco o que levámos o ano passado para Cabo Verde. Grande parte da medicação foi aconselhada e/ou receitada na Consulta de Vajante. Pessoalmente acho importante fazer a consulta, principalmente nas primeiras viagens com os miúdos, nem que seja para ficarmos mais descansados. 

Vejam infos sobre a Consulta de Viajante no SNS e na DGS. É possível fazer em Centros de Saúde, Hospitais Públicos e Privados e Telemedicina.

 

Na altura, liguei para o Instituto de Higiene e Medicina Tropical e a consulta custava 50€. Tentei os públicos. No Santa Maria a consulta é gratuita para as crianças, mas só tinham consulta penso que em Outubro (ia viajar em Agosto). Consegui marcar no Dona Estefânia. Consulta gratuita e depois de 3h de espera fomos atendidas. Médica eficiente, prática, nada alarmista, gostei. Esta foi a nossa experiência em 2016, talvez algumas práticas agora tenham mudado.

 

Quanto à farmácia, eis o que levámos:

Antidiarreicos - Levámos o Antibiofulus

Antipirético - Levámos o Ben-u-ron

Soro de re-hidratação - Não me lembro o nome daquele que a médica passou. Acabei por não comprar porque achei que já tinha um carregamento de medicamentos e arrependi-me porque a Gaby teve vómitos durante dois dias

Termómetro

Nódoas negras - Levei o velhinho Hirudoid, mas os sticks que agora se vendem são muito práticos

Repelente - Levei um do género roll-on para crianças. Na próxima viagem talvez experimente as pulseiras anti-mosquitos

Anti-histamínico para as melgas e mosquitos - Levei Fenistil

Soro fisiológico

Colírio para os olhos

Gotas para os ouvidos - para as otites ou infecções

 

No caso da Gaby não se aplica, mas não esquecer da medicação que a criança toma regularmente por algum motivo.

 

No estojo de primeiros socorros levámos:

Soro fisiológico

Anti- séptico - Levei betadine pomada

Biafine - Para queimaduras de 1º e 2º grau, queimaduras solares, feridas

Compressas 

Pensos rápidos

Adesivo de tecido - Por exemplo mefix ou leukoplast

Ligaduras - levei de dois tamanhos

Pinça

Tesoura

 

Devo ter levado mais coisas, mas estas são as que me lembro assim mais importantes. Cada família deve adaptar a sua farmácia conforme as suas necessidades e conforme o destino da viagem.

 

Deixo-vos também a receita de como fazer soro caseiro para os vómitos, na altura deu-me jeito. No entanto convém sabermos que segundo um estudo disponível na biblioteca virtual da OMS o ideal são as saquetas de re-hidratação oral, devido aos erros de dosagem a preparar o soro em casa, mesmo tendo aquelas colheres próprias. Mas em caso de SOS aqui vai:

2 c.de sopa rasas de açúcar

1c.de café de sal

Tudo diluído em 1L de água fervida ou filtrada

Nestes casos oferecer arroz cozido, zero de lacticínios e fritos

 

Lembrava-me da receita ainda dos meus tempos de Socorrista na Cruz Vermelha, mas fui recordar-me das doses, algures na net. Mais propriamente aqui.

 

Precalços de saúde, por vezes, também fazem parte das viagens. Mas podemos facilitar esses momentos se estivermos preparados. Boas viagens!

 

Farmácia.jpg

 

 


27 Novembro 2015

As primeiras sopas são sempre uma etapa interessante. Para os bebés, porque marcam em grande parte dos casos o início da Alimentação Complementar (AC). Para as mães e pais (cuidadores), porque já andamos numa ansiedade tal para dar-lhes mais comidas além do leite.


No entanto é importante pararmos um pouco e pensar se faz mesmo sentido e se será melhor para o nosso bebé oferecer-lhe outros alimentos além do leite, antes dos 6 meses. Na verdade os bebés mostram/sabem quando estão preparados para os sólidos - perdem o reflexo de extrusão (colocar a língua para fora para expulsar a comida); sentam-se bem sozinhos e começam a olhar para a nossa comida com muito interesse ou a tentar agarrá-la. O timing dos 6 meses em relação ao Leite Materno (LM) é porque este a partir desta altura deixa de ter reservas suficientes de ferro para fornecer uma alimentação completa.

Acredito que em muitos casos, a oferta de sólidos acaba por acontecer antes dos 6 meses por vários motivos:

- ansiedade dos pais (pressão por parte de outras pessoas sobre quando começam a dar comida por exemplo, ou vontade de usar aqueles pratinhos comprados quase ainda antes do bebé nascer);

- porque dá mais jeito aos pais (porque vão recomeçar a trabalhar por exemplo);

- acreditar que é positivo oferecer sólidos para encher a barriguinha dos bebés fazendo-os dormir a noite toda;

- porque o/a médico/a mandou;

- receio de o leite já não ser suficiente para saciar a fome;

- entre outros.

 

De modo a evitar alergias, obesidade, problemas intestinais etc. deve oferecer-se a AC a partir dos 6 meses. O leite continua a ser a refeição principal até completar 1 ano, tudo o resto é complementar. Mesmo os bebés alimentados com Leite Artificial (LA), o ideal será continuarem em exclusivo até aos 6 meses, segundo as indicações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Mas voltando às sopas, quero deixar-vos mais algumas receitas de sopas que fui oferecendo à Gabriela e que foram muito bem aceites pela minha Tuca. Mais receitas de sopas num outro post que escrevi aqui.

 

Dei a partir dos 6 meses

 

Creme de abóbora
Ingredientes:
1 batata doce
2 pedaços de abóbora
Fio de azeite

Cozer a batata e a abóbora num tacho com água cerca de 20min. Ou na bimby 20min/Vel1/100. Triturar e colocar um fio de azeite no fim.

 

Sopa de feijão verde
Ingredientes:
1 Batata doce
2 Cenouras
5 vagens de feijão verde
Fio de azeite

Cozer os ingredientes num tacho com água cerca de 20min. Ou na bimby 20min/Vel1/100. Triturar e colocar um fio de azeite no fim.

 

Dei a partir dos 9 meses

 

Sopa de espinafres* com tofu

Ingredientes:
2 cenouras
1 pedaço pequeno de tofu
4 a 5 folhas de espinafres
1/2 cebola

Cozer os ingredientes num tacho com água cerca de 20min. Ou na bimby 20min/Vel1/100. Triturar e colocar um fio de azeite no fim.


*Os espinafres por conterem grandes níveis de oxalato, é indicado oferecer-se mais tarde. Algumas fontes indicam apenas a partir dos 12 meses. Eu ofereci a partir dos 9 meses com moderação nas quantidades e no número de vezes.

 

Dei a partir de 1 ano

 

Sopa de grão

Ingredientes:
1 nabo
1 cenoura
1/2 cebola
50g de grão

Colocar o grão de molho e descartar a água por causa das toxinas que ali ficam. Demolhar as leguminosas é importante, pois além de reduzir o tempo de cozedura, elimina os anti-nutrientes e os inibidores de enzimas.
Cozer um pouco o grão. Juntar os restantes ingredientes à cozedura mais cerca de 20min. Ou na bimby 20min/Vel1/100. Triturar e colocar um fio de azeite no fim.

 

Sopa de lentilhas

Ingredientes:
1 courgette
2 folhas de nabiças
100g de lentilhas +/-
Salsa


Colocar as lentilhas de molho e descartar a água por causa das toxinas que ali ficam.
Cozer os ingredientes num tacho com água cerca de 20min. Ou na bimby 20min/Vel1/100. Triturar e colocar um fio de azeite no fim.

 


Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

8 seguidores

pesquisar
 
blogs SAPO